Ser submisso?!

Ser submisso!

Ontem deixaram-me a reflectir nisto de ser submisso. Ser submisso, aparentemente, e até onde consegui entender, por não fazer valer a minha vontade ou opinião.
Confesso que fiquei um bocadinho preocupado e intrigado com a imagem que tenho deixado por onde passo.

Existem não poucos momentos em que, como o sr. Soares, ex ministro da cultura, tenho vontade de aviar uns estalos a muita boa gente da praça. Porém não faz parte da minha natureza nem caráter.

Desde que me começo que uma das coisas que mais valor tem para mim é a liberdade, liberdade de escolher uma opção entre uma infinidade de opções. Às vezes condiciono a escolha por respeito a pessoas que amo, de quem sou amigo, etc…. em escolhas do tipo escolher entre um copo de vinho branco ou tinto, porque não vai fazer mexer a agulha de nada, mas mostra ao ponto que pode chegar a imbecilidade do que é uma escolha para mim.

Tenho perfeita consciência que o exercer desta liberdade é algo terrível.
É terrível a consciência de que ao escolher A não estou a escolher B, C, D,…. e que existem escolhas que podemos voltar a fazer e outras cuja janela temporal da escolha se fecha independentemente da nossa escolha ter acontecido, ou que podem alterar toda a nossa vida futura.
Nunca deixei de escolher.

Porquê falar de liberdade quando o tema da conversa era a generosidade?

No dicionário da Porto Editora vem que generoso é:
adjetivo
1. que tem generosidade;
2. que gosta de dar;
3. que perdoa com facilidade;
4. liberal;
5. franco;
6. (vinho) com elevada graduação alcoólica e de boa qualidade; espirituoso.

Vou deixar as bebidas generosas fora desta meditação por as preferir beber.

É verdade que tendo muito dinheiro, muitos rendimentos, podemos exercer a nossa generosidade alimentando muita gente, disponibilizando abrigo, condições sanitárias, tratar a saúde, disponibilizar meios para que essas pessoas deixem de necessitar da nossa ajuda.

Este tipo de generosidade é muito nobre desde que seja feita em segredo, sem publicidade e sem rebaixar a pessoa ajudada, necessitada. Tem quem ajude para se elevar acima de todos, o que é perverso.

Mas o que dizer da generosidade que mostramos quando damos o bem mais escasso de que dispomos, o nosso tempo?
Será que quando fazemos companhia a um amigo, mesmo sabendo que é visto de fora como sendo uma submissão à vontade do amigo, não é um ato de generosidade?

É neste pormenor que entra a liberdade tal como a vejo.

Muitas vezes estou com um amigo, não por submissão, mas por ter escolhido fazer companhia. Disponibilizando aquilo que tenho de mais escasso, o meu tempo.

Sei que muitas vezes essa pessoa não se mostra digna da minha generosidade, por me utilizar e descartar quando já não faço falta. Mas a escolha de dar o meu tempo é sempre minha e disto não vou abdicar.
Sei que visto de fora, esta escolha nunca vai ser entendida, por não saberem o que vai no meu pensamento nem por entenderem que alguém possa dispor do seu tempo para estar, por estar, com um amigo.

Também é verdade que fico irritado e profundamente triste quando acontece ser usado. E, igualmente verdade, que vou continuar a ser como sou.

E sei que vou ser visto por todos como uma pessoa insensível e egoísta quando a minha escolha for outra, nem que essa outra escolha seja estar com outro amigo.

É a vida.
Não vou deixar de ser o que sou nem deixar de escolher o que quero a cada momento. Nem obrigar a outra pessoa a ser o que desejava que fosse, porque estaria a violar a sua liberdade.
Vou, sim, dizer a essa pessoa como me senti com a sua atitude, ou não.

Mais uma coisa. Para mim a amizade é algo que se dá mesmo sabendo que pode não ser recíproca.

É tudo uma questão de liberdade de escolha.

Sejam felizes, livres e verdadeiros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s