Agir

Acabo de ler algures que a diferença entre o que somos e o que queremos ser é o que fazemos.

Não sei quem disse isto pela primeira vez. Se é que possa ter autoria numa única pessoa ou num saber coletivo que alguém transformou nesta magnífica frase.

A verdade é que é da mais cruel verdade, sim! a verdade pode ser cruel.

Sem o “fazer”, nada do que pensamos acontece, nada do que desejamos acontece, nada acontece. Além de ver outros conseguirem o que pensamos.

Também é verdade que todos quantos tem no fazer uma prioridade, uma necessidade, um objetivo para cada dia a reprovação de tantos velhos do restelo (usando as palavras do grande Camões) e de muitos mais movidos pela inveja.

Se os velhos do restelo são movidos pelo medo do fracasso ou do “eu sei que não sou capaz”, os invejosos são movidos por algo perverso. Nem sempre é claro o motivo que gera a inveja, mas tem sempre origem em algo que ele, o invejoso, sabe que nunca vai conseguir ou que nunca o vai conseguir de uma forma que todos os outros que conseguiram reconheçam que ele o conseguiu de uma forma muito mais esplendorosa.

Pessoalmente fico-me pelo sonho, não pelo medo, mas por saber que se trata de uma utopia. As outras vou realizando.
Porque uma coisa aprendi, a dúvida do ” será que teria conseguido?” é muito mais violenta que o insucesso, e fica para sempre.

Não sei o motivo de ter escrito estes parágrafos algo desconexos, à volta do primeiro parágrafo, mas deu-me prazer partilhar um bocadinho da minha pouca experiência.

Sejam felizes e não deixem de fazer o que desejam, porque a dúvida nos vai perseguir para sempre e o fracasso é uma das possibilidades.

😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s