Efémero

Coloquei o título “Efémero” numa foto de um dente-de-leão que acabo de partilhar no IG.

Será que existe algo mais efémero que um dente-de-leão num jardim onde correm pessoas e o vento sopra livre?

Isto deixou-me a pensar. Deixou-me a pensar na quantidade de plantas cuja eternidade depende do efémero que é uma flor.

O dente-de-leão não é uma flor, mas o esquema que esta planta encontrou de usar o vento para espalhar as suas sementes, esse bocado que perpétua a planta para lá da sua existência.

Para quê procurar a eternidade quando somos algo efémero?…
Sejam felizes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s